7 de mai de 2014

Niko - Dia 7 - Um lugar

Bem, um lugar é um pouco difícil de escolher já que eu não consigo escolher um com facilidade. Poderia falar sobre um que já "viu" muita coisa, falar sobre um  lugar que eu gostaria de ir, e bem, somando tudo, dá uma boa quantidade.



Muitas pessoas tem um lugar da qual se recordar,
Um lugar que marcou sua infância
Talvez que até tenha mudado o seu jeito de ser.

Eu não sou diferente disso,
Também tenho o meu cantinho
Para onde as vezes eu queria fugir
Mas já não é possível.

Um lugar onde eu vi os anos passarem
Um lugar onde passava minhas tardes esperando mamãe.
Aquele apartamento,
O trabalho da minha mãe,
Eu podia chamar de lar,
Na impossibilidade de ir para casa
Eu ficava lá, no nosso quartinho.

Lembro-me de quando ficava lá no cantinho do quarto
Entre a cama e o armário, brincando.
Ou anos mais tarde, na cozinha aos sábados
Fazendo brigadeiro para sobremesa,
Fritando pastéis.

Depois, ele deixou de ser o lugar de sempre
Não foi uma reforma,
Mas sim aquela senhora que não estava mais ali,
Apenas o apartamento dela e um clima tenso, triste.
Saudades daquele lugar.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores