12 de mai de 2014

Niko - Dia 11 - Mãe

Mãe,
Acho que em toda minha vida
Eu não disse muito que te amo.
Um grande erro meu.

Tu não tinhas obrigação comigo,
Entretanto isso não impediu que me criasses
Que tu me destes amor, carinho.

Mesmo que nosso sangue não seja o mesmo
O amor que me dás
É único, como se eu fosse filha legitima,
Acabei virando a sua menina.

Tu és a prova de que não há barreiras para o amor
E que nada poderia tirar meu cargo de tua filha
Que mesmo com todas as idiotices que apronto
Ainda corro pra um abraço teu
Quando me sinto assustada
Mesmo que tu não percebas.

Bem, eu estou enrolando
Mas é só que queria dizer que te amo

E sem ti, nada eu seria.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores