16 de mai de 2014

Nane - Dia 15 - Um sentido

Ouço o vento soprar a relva
Seus caracóis 
Se formam em minha mente
E eu o vejo mentalmente. 
Com os olhos fechados
Deitada no vasto campo
Escuto o segredo da natureza.
O chamado ao longe das corujas,
As folhas das árvores tocadas pelo vento,
As cigarras e sua sinfonia,
As abelhas e seu amor pelas flores.
E aquele silêncio interno
Me permite escutar tudo
Tudo aquilo que nunca prestei atenção,
Tudo aquilo que não me permiti amar.
E aquele silêncio interno
Fez as coisas soarem
Bem mais altas.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores