3 de dez de 2013

Uma Dose Mortal

Olá queridos leitores. Eu sei que estou afastada a algum tempo, mas é que não produzi nada que fosse realmente interessante para colocar aqui =( sinto muito.
Voltei para fazer uma pequena resenha sobre o livro UMA DOSE MORTAL , da escritora britânica Agatha Christie. Eu terminei de ler ontem e a história ainda está fresca em minha cabeça, mas mesmo assim será uma pequena resenha, porque... Eu não quero estragar a graça xD.
Primeiramente um pouco sobre minha edição. Eu comprei em uma banca da minha faculdade, custou por volta de 13 reais (?), assim como meus outros livros da Agatha, também é a versão Pocket, da L&PM.



A história começa com o grande detetive Hercule Poirot indo ao dentista (coisa que até um grande detetive tem que fazer, não é verdade?). Por causa de seu aflição, tão comum para muitas pessoas antes de abrir a boca e enfrentar o dentista (o que não acontece comigo kkkk), ele começa a fantasiar enquanto espera sua vez na sala de espera: aquele senhor mal encarado poderia ser muito bem um assassino ou algo do gênero. Mas depois que finalmente o senhor Morley, o dentista, o antende, ele sente todas as tensões deixando seu corpo e compreende que seus pensamentos era culpa do medo que estava sentindo. 
Depois de voltar para casa, ele recebe uma ligação do inspetor Japp comunicando-o que o dentista Morley estava morto. Mas... Como? Poirot tinha tido uma consulta com ele algumas horas antes e... Agora ele estava morto? O dentista foi encontrado em seu consultório, com uma pistola e um tiro na têmpora. 
Poderia ter sido um suicídio, mas por via das duvidas, é sempre bom ir atrás, não é mesmo? Claro que eles iriam começar a desconfiar do cara mal-encarado do consultório, um tal senhor Amberiotis. Poirot e Japp tentaram se encontrar com Amberiotis, mas não conseguiram, já que ele morreu mais tarde, por causa de uma alta dose de adrenalina e novocaína aplicada em sua gengiva na-cadeira-do-dentista. Então... Será que Morley tinha se suicidado porque não iria aguentar a fama de um dentista que cometeu um erro e matou um paciente? Poderia ser, mas Poirot, ao contrário de Japp, não estava muito convencido daquela resposta (claro que não estaria, senão não teria história).
Com essas duas mortes, o detetive Poirot e o inspetor Japp vão em busca das pessoas que entraram no prédio do dentista naquele dia até a possível hora do assassinato. 
Bem... Então eles ficam atrás de mais declarações e em busca de mais detalhes sobre o ocorrido até mais ou menos metade do livro (o que para mim foi um pouco massante, porque não acontecia praticamente nada...). Nessa parte da para ter uma boa ideia de cada personagem e já ir fazendo suas apostas. 
A história muda de rumo quando a senhorita Sainsbury Seale (uma das pacientes do senhor Morley) desaparece. 
Vou parar aqui no resumo, porque depois as coisas começam a ficar mais interessante e ter mais detalhes que (talvez não a princípio, mas quando o mistério é solucionado) vão ser pontos importantes na história. 
Eu gostei muito do livro, mesmo tendo quase morrido de tédio até a metade. O culpado... Bem... Dessa vez eu suspeitei de todo mundo, então meio que acertei xD, mas sim, não foi uma coisa muito fácil de ser descoberta. Esse mistério (já que esse é o estilo da Agatha - pelo menos em todos os livros dela que eu li) seria desvendado mais facilmente (pelo leitor) se ele estivesse presenciando a cena, tem muitas coisas que o detetive Poirot nota e fica pensativo, mas para um leitor que apenas está lendo o que ele fez, fica um pouco difícil de descobrir logo de cara, ou juntar as peças e também porque no inicio você segue a visão de Poirot que depois ele muda completamente...  (mas é isso que ela quer, não é? Que você descubra apenas no final). 
Eu recomendo o livro e espero que gostem dele também =). Se lerem, postem aqui o que acharam e se gostaram da resenha. A resenha está pequena, nada séria e com muitos comentários meus no meio, mas é que eu sou péssima com resenhas (mas tinha que começar de algum lugar). Dicas para uma próxima resenha? Coisas que eu posso melhorar? Deixem um comentário =D
Beijos e até meus amores.
~Candy

6 comentários:

  1. Huuummm...parece ser bom! Livro bom é assim...vc desconfia de todo mundo! rsrsrsrsrsrs
    Gostei da resenha e também do seus comentários extras! xD Gosto de textos com comentários no meio porque ficam com um ar mais...engraçado, descontraído!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por comentar :D
      o livro é bem legal, depois da uma olhada ;)

      Excluir
  2. Gostei bastante da resenha! Consegue despertar na gente a vontade de ler o livro, que parece muito interessante mesmo. Acho que para melhorar sua resenha, você poderia ser um pouco mais formal, em questão de estrutura (retirar as carinhas, por exemplo). Mas eu não aconselho, porque o tom informal é o mais legal! kk Só aconselho a formalidade se você for escrever para algo mais sério, mas como é um blog, acho que o tom descontraído ficou super bacana! Gostei muito ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada =D
      Eu não queria deixar mais formal (era para ficar descontraído mesmo), mas queria saber se a linguagem está boa, se tem que por mais detalhes, mais um pedaço do resumo...

      Excluir
  3. Adoro Agatha Christie!! Muito boa a resenha, fiquei curiosa pra ler o livro! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada =D
      O livro é bem legal. Recomendo (assim como recomendo todos os outros que li dela xD kkkk).
      Bjs

      Excluir

Seguidores