28 de jul de 2014

Para Natalie

Tentei por diversas vezes
Achar as palavras certas
Encontrar a coragem necessária para pronunciá-las.
Tentei calar-me mesmo querendo falar
Tentei falar mesmo querendo calar-me.

Agora, escrevo.
Na expectativa de te mostrar
Caso tenha coragem.
O que espero?
Uma resposta. Curta e direta
Que tirará esse sufoco do meu peito.

Bem imagino a resposta
Mas sinto que preciso que me digas,
De maneira rápida
Que não deixe esse sufoco aumentar.
De modo rápido e eficaz.

Mas antes de uma resposta
Eu devo, pelo menos, expor o que sinto.

Nos últimos tempos
Venho brigando comigo mesma
Numa tentativa de não pensar em ti
Numa tentativa de ver-te como vejo os outros.
Inutilmente, admito.

Bem, mesmo me sentindo errada ao nutrir sentimentos por ti
Adoro sonhar contigo
Mesmo que ao acordar o sorriso suma.
Adoro conversar contigo
E eu sinto que já é necessidade.

Queria poder dizer que sinto nada por ti
Queria poder dizer que não passa de uma brincadeira
Queria dizer...
Mas não posso.
Algo há dentro de mim,
E digo que gosto de ti mais do que deveria.
Então me digas, tenho alguma chance contigo?

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores