27 de abr de 2012

Ao meu amor

Tu não sabes
Mas quando sinto frio
É teu corpo que desejo junto ao meu.
Quando sinto medo
Desejo tua mão a me acalentar.

Tu não sabes
Mas quando me deito para dormir
Vejo teu rosto em todos os cantos do quarto.
Quando quero um abraço
Espero pacientemente por um teu.

Tu não sabes
Mas quando tenho novidades
Tu és a primeira pessoa para quem quero contar.
Quando estou triste
Desejo ver apenas teu sorriso.

Tu não sabes
Mas eu estava mudando por ti.
Tu não sabes
Nem precisa saber:
Acostumei-me a não te ter.


Niko

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores