4 de set de 2014

Incesto

Nossas bocas se encostaram,
Não deveríamos,
Entretanto, aprofundamos.
O que começou com um selinho sem querer,
Terminou como um beijo avassalador.

Minhas mãos percorriam seu corpo
E as suas o meu.
Mesmo sendo um toque proibido
Não queríamos apartar.

As lembranças de nossa infância
Invadiram minha mente.
Eu não consegui mais continuar o beijo.
Quando ela se tornou essa mulher?

— Não deveríamos ter feito isso.
Ela me olhou decepcionada
Ambos queríamos isso de novo.

Não pude me conter,
Não queria vê-la triste,
Ela era tudo para mim,
Era minha irmãzinha,
Aquela que eu não deixaria qualquer homem machucá-la,
Aquela que eu sempre protegerei.
E, agora, a mulher que eu queria.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores