3 de mai de 2013

Brasil e o preconceito


Nos dias atuais, dizem que o Brasil é um ótimo lugar com pouco preconceito. Contudo, quantas vezes não aparecem nos jornais sobre crimes extremamente violentos cujas causas são: diferença social, opção sexual ou etnia? O que leva as pessoas a terem preconceito?
Em um país, como o Brasil, formado principalmente por três etnias, deveria ser desnecessário leis para proteção de negros e indígenas, visto que a população deveria compreender que todos somos diferentemente iguais.
Antes de qualquer coisa, devemos compreender que preconceito pode pronunciar-se em qualquer lugar por qualquer motivo. Por exemplo, escolas, que deveriam ser um lugar que pudesse amenizar esse problema, em uma pesquisa realizada pelo Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), mostrava que mais de 90% dos entrevistados (alunos e pessoas relacionadas as escolas) apresentavam algum preconceito, sendo o preconceito por pessoas com deficiência a principal, e 10% dos alunos sabiam de algum caso de violência ou humilhação.
Muitas vezes, o preconceito surge como medo em relação a algo, como se o fato da outra pessoa ser diferente em algo a tornasse melhor que você por isso, e, para a pessoa se sentir melhor, ela tenta ser melhor que você, mesmo que isso indique que ela o humilhará ou o agredirá. Também há a situação em que a criança aprende com os pais isso, vale lembrar que não é culpa dela, pois crianças são facilmente influenciáveis e seguem seu maior exemplo: os pais. Se os pais são preconceituosos, a chance dos filhos desse casal ser preconceituoso é muito grande.
O fato de ter diferença entre nós é algo que deveria ser uma maneira de crescer, porém tudo que está fazendo é criar leis de proteção das pessoas. Enquanto as pessoas se sentirem intimidadas pela diferença, será difícil e talvez beire a impossibilidade, viver em um país pacífico.



Niko

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores